Fazendo um 21

 

Não, isso não é merchan para a Embratel, eu realmente estou fazendo 21 aninhos. Caramba, duas décadas e um ano. sei que uma pessoa de 21 anos é uma pessoa jovem, mas não é pouca bosta não.

Se eu ainda tinha alguma dúvida, agora já não tenho mais. Eu sou uma mulher adulta. Adulta, logo eu, que tenho mais perguntas que uma criança.

A gente vai envelhecendo, e é preciso ter uma postura perante os outros. Postura de adulto. Assim como ninguém gosta de criança que dá uma de adulto, o contrário também não é bem visto. Adulto tem que ter responsabilidade. RES-PON-SA-BI-LI-DA-DE. Palavrão horrível.

Quando eu era criança, eu achava que quando eu chegasse a essa idade eu seria diferente do que sou hoje. Eu queria ter maioridade para poder sair, namorar e todas as outras coisas que as crianças adoram invejar nos adultos. Não sabia eu que as coisas são muito mais complexas. Não sabia eu, aquela pobre criancinha, que a vida não se encarrega de tudo. Eu li O Alquimista e acreditava mesmo que o universo inteiro conspira para que os nossos sonhos se realizem. Cresci e descobri que isso é a mentira mais cabeluda e que o Paulo Coelho é uma merda.

Fazendo um balanço do meu momento atual, não sei se estou feliz ou triste, tinha que ter um meio termo entre esses adjetivos, normal é muito fraco para exprimir o meu estado de espírito. Eu tenho aprendido a não me colocar como a vítima das situações, a parar de cultuar a tristeza. Não falo em "ver o lado bom da vida", que eu acho isso um clichêzão mais do que surrado. Não é pensar comigo toda vez que algo der errado:" ai, pelo menos eu aprendi..." eu falo em ver o lado prático da vida. Não perder tempo chorando as pitangas, e sim levantar e tentar de novo até o momento que eu acho que vale a pena.

O que eu tenho tentado é aceitar a vida como ela é. Não ser uma acomodada, mas ter a consciência que a vida tem seu percalços mesmo e ninguém está livre disse.

Mas viver não é fácil. Eu tenho um medo terrível de chegar a um momento e ver que minha vida foi medíocre. Eu tenho me esforçado para que isso não aconteça. O incrível é que eu ( e todos os seres humanos) não se contentam com a vida que levam. Nunca está bom, sempre poderia estar melhor, o outro é sempre mais feliz, mais bonito, mais amado... Mas ela é só uma, é não tem ensaio para a gente voltar e fazer diferente. Eu não digo para voce curtir a vida e sim vivê-la da melhor forma possível. Porque a palavra curtir me lembra muita zoação, sair por aí transando com todo mundo, tomando uns porres e fazendo besteiras. Não que isso não seja bom de vez em quando, mas...deixa pra lá antes que eu me comprometa...



Escrito por Bizzz às 20h00
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, French, Livros, Cinema e vídeo
MSN -



Histórico
Categorias
Todas as mensagens
Cousas da vida


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Blog do Lisandro Nogueira
Blog do Zeca Camargo
Blog do Felipe Andreoli
Blog do Rafael Cortez
Memórias de um cantinho particular
Todoprosa
Vísceras Literárias
Blog do Danilo Gentili
Blog do Rafinha Bastos
Blog do Tas
Blog do Luque
PRONTOFALEI.COM.BR
Memórias, paredes e confissões