Mudei, mas só um pouco

Olhando alguns antigos posts, não neste, mas em um outro blog abandonado por mim ( e ressuscitado pelo Freud ), me admirei de algumas coias que escrevi ali há uns dois, três anos.

A primeira coisa que passou na minha cabeça foi: "Meu Deus, como eu era amargurada, deprimida, solitária, infeliz!" Será que eu mudei tanto assim?

Procurando a resposta, a encontrei dentro de mim: Mudei, mas só um pouco.

A amargura e a solidão de certa forma ainda estão aqui, dentro de mim, como está dentro de cada ser humano. São sentimentos que ficam incubados esperando o momento certo para sair da caixa e tocar a musiquinha.

O que mudou foi a minha forma de lidar com esses sentimentos. Se antes eu tinha um necessidade absurda de ficar falando e escrevendo o quanto eu era infeliz, hoje eu aceito naturalmente , porque isso acontece com todo mundo, não é novidade pra ninguém.

A minha maior felicidade é saber que em algum momento da minha vida eu consegui compreender que as pessoas sofrem, e que não há nada de mais nisso.

Quem está sempre feliz, ou é louco (algo que é bem triste) ou é um ótimo ator que tem grandes possibilidades de ganhar o oscar um dia.



Escrito por Bizzz às 21h36
[] [envie esta mensagem] []



Quando é que se diz " Eu te amo" ?

Eu te amo. Qual é a hora certa pra se dizer?

Eu tenho uma teoria. Teoria danubiana. Se deve dizer "Eu te amo" quando se tem vontade de dizer " Eu te amo". Simples. Quando dizer "Eu te adoro" ou "Eu gosto muito de você"  já não basta e deixa aquela sensação de que alguma coisa ficou pra ser dita e não foi. A sensação de ter saído e esquecido algo sobre a mesa, de não ter tomado o remédio, sensação de incompletude. Essa é "a huera" .

 Quando só se tem vontade de dizer isto: Eu te amo, eu te amo, eu te amo, eu te amo...

"Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?" ( Fernando Pessoa)



Escrito por Bizzz às 21h25
[] [envie esta mensagem] []



Ele está em seu castelo, olê, olê, olá...

 

 

Vale tudo nesse país. O deputado Edmar Moreira, que construiu um castelo em Minas Gerais e que não declarou no imposto de renda, foi absolvido pelo conselho de ética!

E a cara dele, coitadinho, carinha de inocente, confesso que cheguei a me comover.

A amizade é uma coisa linda mesmo, né? O deputado Sérgio Moraes, o primeiro relator do caso, aquele que estava se lixando para a opinião pública, ainda teve a cara de pau de dizer o seginte:"- Edmar, volte de cabeça erguida para Minas! "

Pois bem, se o corrupto pode andar de cabeça erguida, nós, cidadãos de bem, devemos abaixá-la. Nós que só recebemos pelo que trabalhamos, que voltamos para devolver o troco quando nos devolvem mais, nós que achávamos que nem existiam castelos no Brasil.

 

Abaixemos a cabeça...



Escrito por Bizzz às 19h58
[] [envie esta mensagem] []



Fazendo um 21

 

Não, isso não é merchan para a Embratel, eu realmente estou fazendo 21 aninhos. Caramba, duas décadas e um ano. sei que uma pessoa de 21 anos é uma pessoa jovem, mas não é pouca bosta não.

Se eu ainda tinha alguma dúvida, agora já não tenho mais. Eu sou uma mulher adulta. Adulta, logo eu, que tenho mais perguntas que uma criança.

A gente vai envelhecendo, e é preciso ter uma postura perante os outros. Postura de adulto. Assim como ninguém gosta de criança que dá uma de adulto, o contrário também não é bem visto. Adulto tem que ter responsabilidade. RES-PON-SA-BI-LI-DA-DE. Palavrão horrível.

Quando eu era criança, eu achava que quando eu chegasse a essa idade eu seria diferente do que sou hoje. Eu queria ter maioridade para poder sair, namorar e todas as outras coisas que as crianças adoram invejar nos adultos. Não sabia eu que as coisas são muito mais complexas. Não sabia eu, aquela pobre criancinha, que a vida não se encarrega de tudo. Eu li O Alquimista e acreditava mesmo que o universo inteiro conspira para que os nossos sonhos se realizem. Cresci e descobri que isso é a mentira mais cabeluda e que o Paulo Coelho é uma merda.

Fazendo um balanço do meu momento atual, não sei se estou feliz ou triste, tinha que ter um meio termo entre esses adjetivos, normal é muito fraco para exprimir o meu estado de espírito. Eu tenho aprendido a não me colocar como a vítima das situações, a parar de cultuar a tristeza. Não falo em "ver o lado bom da vida", que eu acho isso um clichêzão mais do que surrado. Não é pensar comigo toda vez que algo der errado:" ai, pelo menos eu aprendi..." eu falo em ver o lado prático da vida. Não perder tempo chorando as pitangas, e sim levantar e tentar de novo até o momento que eu acho que vale a pena.

O que eu tenho tentado é aceitar a vida como ela é. Não ser uma acomodada, mas ter a consciência que a vida tem seu percalços mesmo e ninguém está livre disse.

Mas viver não é fácil. Eu tenho um medo terrível de chegar a um momento e ver que minha vida foi medíocre. Eu tenho me esforçado para que isso não aconteça. O incrível é que eu ( e todos os seres humanos) não se contentam com a vida que levam. Nunca está bom, sempre poderia estar melhor, o outro é sempre mais feliz, mais bonito, mais amado... Mas ela é só uma, é não tem ensaio para a gente voltar e fazer diferente. Eu não digo para voce curtir a vida e sim vivê-la da melhor forma possível. Porque a palavra curtir me lembra muita zoação, sair por aí transando com todo mundo, tomando uns porres e fazendo besteiras. Não que isso não seja bom de vez em quando, mas...deixa pra lá antes que eu me comprometa...



Escrito por Bizzz às 20h00
[] [envie esta mensagem] []



Aqui nessa mesa de bar...

Então né...dias dos namorados aí e a senhora aqui solteira, solta nesse mundão de Deus...eu poderia bancar a mulher moderna e dizer que eu não estou nem aí para essa situação e que tenho outras coisas para me ocupar,que relacionamentos amorosos não são minhas prioridades no momento,mas ...NÃO...no fundo eu sou uma romântica daquelas que chora todas vezes que assisti titanic...ta bom, eu ouço Celine Dion, Mariah Carey, Air Supply, simply red...coisas do gênero., eu sou capaz de ficar um dia inteiro ouvindo Amor I love you...eu sonho em me casar de véu e grinalda ao som da marcha nupcial e viver feliz para sempre com alguém....buáááááááááááááá!!!
(Garçom, mais um conhaque, por favor)



Escrito por Bizzz às 21h01
[] [envie esta mensagem] []



Fatalidade

É, mais um avião caiu. Muitos planos e sonhos acabaram no oceano. Algumas daquelas pessoas com certeza estavam fazendo uma viagem rotineira. Mas para algumas, era a viagem dos sonhos, pessoas que como eu sonhavam em conhecer a “cidade luz”. Ali com certeza andariam na Champs-Élysées, fariam compras, tirariam fotos, seriam felizes. Andariam,comprariam, posariam, sorririam. Tudo no futuro do pretérito. Mas a vida trás cada surpresa...boas e desagradáveis. Eu digo vida, não digo destino. Não acredito nele. Acredito na fatalidade, na triste coincidência de estar justamente no avião que iria se desfazer no ar.



Escrito por Bizzz às 20h12
[] [envie esta mensagem] []



Não quero brincar mais...

 

 

 Quando eu era criança e não gostava de alguma coisa, eu fazia bico, , chorava e falava que não queria brincar mais. Se eu saia com a minha mãe e ela não queria comprar algo para mim, eu dava uma birra tão grande que minha mãe quase sempre comprava o que eu queria. Era tudo tão perfeito...

 Depois que eu cresci, aprendi a resolver as coisas na conversa, e quando acontece algo que eu não gosto, ao invés de chorar e falar que eu não quero brincar mais, eu simplesmente sorrio e digo: Tudo bem, não tem problema. E nessa de sorrir e deixar passar, vou engolindo sapos, sentindo aquele nó na garganta. Não fica bem para uma mulher de 20 anos fazer biquinho sempre que algo não saia do jeito que ela quer né?!

 E chorar também não pega bem. Descobri recentemente. Logo as pessoas começam a te tachar de chorona e fraca. E esse mundão não tem lugar para os fracos.

 É, ser adulto não tem muita graça não viu. Descobri isso recentemente quando bati o pé para a minha mãe comprar uma coisa para mim e ela me mandou tomar vergonha na cara.



Escrito por Bizzz às 19h38
[] [envie esta mensagem] []



O direito de sofrer

Gostaria de pedir humildemente a meus familiares e amigos, o direito de sofrer. É isso mesmo que você leu, direito de sofrer.

Eu quero ter o direito de acordar entediada da minha vida e não falar com ninguém, eu não quero mais ter que simular e forçar sorrisos. Eu não quero minha mãe falando que eu preciso ir para uma igreja, eu não quero amigos me falando que eu preciso me divertir mais, eu não quero ninguém me  dando conselhos sem eu ter pedido ( eu nunca peço).

As pessoas querem ser felizes o tempo o todo e querem que os outros também sejam. Não respeitam o sofrimento. Você pode estar passando pelo maior perrengue, as pessoas se compadecem, dão um tapinha nas suas costas, dizem que você pode contar com elas( incrível, todo mundo diz: pode contar comigo) e cinco minutos depois:" Ah , abra um sorriso, você tem que superar isso!!! " , quando o que você mais quer é sofrer tudo o que tem para sofrer para se ver livre daquele peso.

E aos mais cínicos, não me perguntem porque estou com cara de bosta. A cara de bosta é minha, e eu me reservo o direito de usá-la quando eu quiser. Eu não estou com depressão, eu não preciso de um analista. Eu gosto de domingos chuvosos, gosto de ouvir musíca depressivas e chorar sem saber o motivo. Pode chamar isso do que você quiser.

Odeio pessoas que querem parecer feliz o tempo todo. Parecer né, porque nenhum ser humano consegue esta proeza de ser feliz sempre. A ordem natural da vida não é felicidade constante. Por isso que quando tudo está perfeito, eu começo a desconfiar, algo vai acontecer, c'est la vie.



Escrito por Bizzz às 21h26
[] [envie esta mensagem] []



 
 

Arrependimento

Arrependimento é quando você tem vontade de voltar atrás e fazer diferente. Não digo fazer certo, pois nós somos tão cabeça dura que às vezes nos arrependemos de fazer a coisa certa, pois a errado seria mais divertida. Não é verdade o que dizem por aí que é melhor se arrepender de algo que a gente fez do que se arrepender de algo que a gente não fez. Se arrepender de algo feito pode ser bem dificil também.
Eu me arrependo todos dias. Arrependo-me de ter falado algo, de não ter falado, de não ter sorrido, de ter sorrido demais, de ter feito uma piada em um momento importuno, de não ter feito uma piada...
Se arrepender é humano. Porque erramos todos os dias, todos os minutos. O Arrependimento é a prova de que se não somos capazes de fazer sempre o certo, somos capazes ao menos de reconhecer quando erramos.



Categoria: Cousas da vida
Escrito por Bizzz às 21h12
[] [envie esta mensagem] []



 
 

10 coisas que eu amo no mundo

Eu amo coca-cola em garrafa de vidro.

Eu amo receber um elogio sincero.

Eu amo fazer os outros rirem.

Eu amo deitar na cama e ler um bom livro.

Eu amo músicas calminhas.

Eu amo beijar na boca.

Eu amo os sanduíches do Mcdonald’s.

Eu amo ir ao cinema.

Eu amo rir das coisas que no passado me fizeram chorar.

Eu amo olhar nos olhos.

 

 



Categoria: Cousas da vida
Escrito por Bizzz às 12h09
[] [envie esta mensagem] []



 
 

10 coisas que eu odeio não em você, mas no mundo

Eu odeio as portas giratórias dos bancos, pois elas sempre travam para mim. Eu posso estar nua, sem nada na mão que elas sempre travam. Não que eu tenha tentado entrar num banco nua.

Eu odeio gente que está sempre feliz.

Eu odeio os programas da Angélica.

Eu odeio criança prodígio. ( tá bom, tá bom , é da Maysa que eu estou falando)

Eu odeio que me chamem de queridinha.

Eu odeio berinjela.

Eu odeio perguntas idiotas.

Eu odeio os livros do José de Alencar.

Eu odeio gente que tira os sapatos em local público e ainda coloca os pés em cima da cadeira.

Eu odeio descobrir que o cara que eu estou afim tem namorada. (Ou namorado).

 



Categoria: Cousas da vida
Escrito por Bizzz às 15h33
[] [envie esta mensagem] []



 

Feliz aquele que acredita na eternidade do amor. Eu não sei acredito.Talvez por minhas desastrosas experiências amorosas.

Hoje em dia as pessoas estão muito mais céticas em relação a política, informação, e não poderia ser diferente em relação ao amor. Isso pode ser ruim de alguma forma, mas tem seu lado bom, dá pra ver o copo meio cheio. Se você sabe que acaba, então cada momento fica mais precioso ainda.

Muitos poetas já falaram da finitude do amor, e dizem que eles sabem das coisas como ninguém. Aqui vai alguns exemplos

Chama e Fumo

Amor - chama, e, depois, fumaça...
Medita no que vais fazer:
O fumo vem, a chama passa...

Gozo cruel, ventura escassa,
Dono do meu e do teu ser,
Amor - chama, e, depois, fumaça...

Tanto ele queima! e, por desgraça,
Queimado o que melhor houver,
O fumo vem, a chama passa...

Paixão puríssima ou devassa,
Triste ou feliz, pena ou prazer,
Amor - chama, e, depois, fumaça...

A cada par que a aurora enlaça,
Como é pungente o entardecer!
O fumo vem, a chama passa...

Antes, todo ele é gosto e graça.
Amor, fogueira linda a arder!
Amor - chama, e, depois, fumaça...

Porquanto, mal se satisfaça
(Como te poderei dizer?...),
O fumo vem, a chama passa...

A chama queima. O fumo embaça.
Tão triste que é! Mas... tem de ser...
Amor?... - chama, e, depois, fumaça:

O fumo vem, a chama passa...

(Manuel Bandeira)


SONETO DA FIDELIDADE

De tudo, meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor ( que tive ) :
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

(Vinícius de Moraes)

 

Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar!Amar!E não amar ninguém!

Recordar?Esquecer?Indiferente!...
Prender ou desprender?É mal?É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar...

(Florbela Espanca)

 



Categoria: Cousas da vida
Escrito por Bizzz às 15h53
[] [envie esta mensagem] []



Escolhas

 

Eu acho que uma das coisas mais difícieis da vida são as escolhas. Temos que escolher entre duas ou mais opções o tempo todo. Você acorda, toma seu banho, então você tem que escolher se vai tomar chá ou café. Abre o seu guarda-roupa, decide a roupa que você vai usar. Na hora do almoço, você deve escolher qual carne você vai comer, qual suco você vai beber...e muitas outras escolhas por dia. Mas essas escolhas não são dilemas, pelo menos pra mim. Eu nunca perdi noites de sono pensando se eu iria vestir a blusa rosa ou a amarela ou o que eu iria tomar pela manhã.

Eu falo dessas escolhas grandiosas que têm o poder de mudar nossas vidas. Qual de nós nunca teve que escolher entre duas ou mais opções e depois da escolha feita você viu que não acertou?  E quanto mais isso acontece, mais dificuldades você encontrará nas próximas escolhas que precisará fazer. Quando ficamos divididos entre dois caminhos é porque os dois têm algo de bom para nos oferecer. Ninguém fica dividido entre uma coisa boa e outra ruim, pois se fosse assim não haveria dilemas. O problema é que a gente nunca sabe o que é melhor pra gente. O dia que alguém souber o que é melhor para si, todos os problemas acabaram.



Escrito por Bizzz às 14h03
[] [envie esta mensagem] []



O super sincero

 

Tudo bem que sinceridade é uma virtude, aliás, uma virtude em extinção. Tudo bem que todo mundo procura isso nos relacionamentos sejam eles de quaisquer natureza. Mas ninguém merece aquele tipo "super sincero", sabe, estilo aquele personagem insuportável que o Luís Fernando Guimarães interpreta naquele quadro do Fantástico. Com certeza você conhece aquela figura que vive dizendo "eu sou sincero, eu falo mesmo", e acaba magoando as pessoas com pérolas tipo "Seu cabelo tá horrível", "Você engordou muito de ontem pra hoje", "Essa cor de esmalte não combina com você". E é incrível que esses "super chatos" nunca encontram outro super sincero pra dizer "Pó, mas tu é chato pra cacete, hein, velho!"

Essas "pessoinhas" não entendem que não é esse tipo de sinceridade que as pessoas procuram. Quando as pessoas falam que gostam de pessoas sinceras, elas estão falando que não gostam de pessoas falsas, hipócritas, traíras. Ninguém quer um "super sincero" atrás de você falando dos seus defeitos que você já sabe e de pontos fracos que você não sabia que tinha e preferia ficar sem saber.  Se todo mundo fosse sincero o tempo todo o mundo seria o caos. Imagine só você chegando para o seu chefe e falando tudo que você pensa dele? Ou para a sua sogra?

Existem momentos que não é necessário que você diga tudo o que você pensa. Quem fala tudo o que pensa, não pensa antes de falar. Sinceridade  uma virtude sim, mas use com moderação.

Só na ficção que é engraçado...



Escrito por Bizzz às 20h04
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, Mulher, de 20 a 25 anos, Portuguese, French, Livros, Cinema e vídeo
MSN -



Histórico
Categorias
Todas as mensagens
Cousas da vida


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Blog do Lisandro Nogueira
Blog do Zeca Camargo
Blog do Felipe Andreoli
Blog do Rafael Cortez
Memórias de um cantinho particular
Todoprosa
Vísceras Literárias
Blog do Danilo Gentili
Blog do Rafinha Bastos
Blog do Tas
Blog do Luque
PRONTOFALEI.COM.BR
Memórias, paredes e confissões